Juventude e Educação Ambiental: Programa Agente Jovem Ambiental

            Os jovens têm a esperança para transformar o mundo e a necessária força para lidar com os diferentes meios de permitir essa mudança. Em 1992, um dos resultados da Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento, intitulada Rio 92, foi a Agenda 21 que estabeleceu a Comissão de Desenvolvimento Sustentável e formalizou nove setores como principais canais por meio dos quais seria facilitada a ampla participação nas atividades da ONU relacionadas ao desenvolvimento sustentável. Dentre os nove grupos principais estão: mulheres; crianças e jovens; povos indígenas; agricultores; negócios e indústria; trabalho e sindicato; ciência e tecnologia; autoridades locais e organizações não governamentais (ONGs).

            Fornecer aos jovens informações e oportunidades pode promover uma base da sociedade futura com realização de melhores práticas, seja por meio da geração de novos conhecimentos, seja pela compreensão da imprescindível atitude mais equilibrada com o meio ambiente.

            Nessa direção, o Ceará, recentemente, por meio da Secretaria do Meio Ambiente lançou o Programa Agente Jovem Ambiental, que tem a finalidade de estimular a participações de jovens, entre 15 a 29 anos, em projetos sustentáveis, de inclusão social e ambiental, ampliando o protagonismo juvenil, bem como as oportunidades de geração de renda.

            Serão selecionados 10.000 jovens em todo o estado do Ceará que se inscrevam no edital de seleção e que preencham os seguintes requisitos:

– Estar matriculado ou tenha concluído o ensino médio em escola pública no Ceará; não estar matriculado, cursando ou ter concluído o ensino superior;

– Não estar matriculado em curso de tempo integral;

– Integre família cadastrada no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico);

– Não possua vínculo empregatício ou bolsa de estudo remunerada;

– Resida no município cearense para o qual se inscreveu; e

– Não participe de outro programa social com remuneração.

            Esses jovens devem desenvolver os projetos sustentáveis por 12 meses (podendo ser prorrogado por igual período), cumprindo carga horária semanal de 20 horas, percebendo auxílio de R$ 200,00 mensais. As ações dos projetos devem ter abordagem nos espaços públicos, por meio de educação ambiental, recuperação de áreas degradadas, auxílio na gestão e manejo de áreas protegidas, dentre outras.

            Para ter acesso à íntegra da Lei n. º17.383, 11 de janeiro de 2021, que instituiu o Programa Agente Jovem Ambiental, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: